domingo, dezembro 25, 2011

diário espiritual de Paramahansa Yogananda

12/12 - Silêncio

Meu silêncio, como uma esfera em expansão, propaga-se por toda parte.

Meu silêncio propaga-se como uma canção de rádio, acima e abaixo, à esquerda e à direita, dentro e fora.

Meu silêncio se espalha como um incêndio de bem-aventurança; os sombrios arbustos da tristeza e os altos carvalhos do orgulho estão todos se consumindo nas chamas.

Meu silêncio, como o éter, tudo permeia, levando as canções da terra, dos átomos e das estrelas aos salões da Sua infinita mansão.

[Paramahansa Yogananda, "Meditações Metafísicas"]

2 comentários:

Passageiro disse...

Que lindo isso! E você voltou!

Mayumi disse...

Yes!!
ainda saboreando um pouco o silêncio, depois de tanto som... :)